HISTORIAS DE ÉXITO

chile

Vitapro S.A aumenta o nível de produção e a qualidade do produto final com a implementação do PlantPAx®

Fundada em 1956, a Alicorp é a maior empresa de bens de consumo do Peru e atualmente opera em todas as Américas. Por meio de sua filial Vitapro, especialista em soluções nutricionais para o setor de aquicultura, a holding realizou a integração da plataforma de controle distribuído PlantPAx® em sua fábrica Salmofood, no sul do Chile. Com essa solução, eles conseguiram melhorar o processo em lote de uma das linhas de processo, aumentando o nível de produção e melhorando a qualidade final de suas fórmulas.

Pertencente ao Grupo Romero, a Alicorp participa de vários mercados, como consumo em massa (óleos, produtos congelados, conservas, cereais, produtos de higiene e cuidados pessoais), moagem (farinha e óleos refinados) e aquicultura (ração para camarão e peixes), em países como Argentina, Brasil, Colômbia e Chile.

Nesta última região, o conglomerado atua há mais de 30 anos por meio de sua filial Vitapro, empresa que desenvolve soluções especializadas em nutrição de aquicultura por meio das marcas Nicovita e Salmofood.

Em 2012, a Vitapro chegou ao Chile com a compra da empresa local Salmofood, que se tornou uma peça fundamental no setor local de salmão. Essa empresa nasceu em 1995 com o objetivo de fornecer alimentos para a indústria do salmão a partir de sua fábrica localizada a 15 km de Castro, Ilha Grande de Chiloé, no sul do país.

Atualmente, a Salmofood conta com 270 profissionais e quatro linhas de processos, que juntas têm uma capacidade de produção de 250 mil toneladas de alimentos por ano, incluindo a quarta linha de produção, que encerrou o ano de 2019 com um investimento de US$ 12 milhões.

A marca produz uma série de produtos, como dietas funcionais de baixa, média e alta energia, além de dietas medicamentosas.

Em 2018, a holding decidiu realizar uma atualização tecnológica de uma de suas linhas de produção (Linha 3), com o objetivo de melhorar seu nível de produção e, por sua vez, aproveitar ao máximo a capacidade das máquinas. Nesse sentido, além de o reprocessamento do produto ser muito alto (5,5% mensal), a linha fabricava apenas fórmulas simples.

“O desafio era atingir um aumento de 30% na capacidade da Linha 3, o que exigia uma estrutura de automação de outro nível, capaz de suportar as novas demandas”, explicou Luis Roberto Castillo, gerente corporativo de Automação e Eletricidade da Alicorp.

Por esse motivo, e após analisá-lo com a Rockwell Automation, um fornecedor com o qual a Alicorp mantém um contrato comercial em nível corporativo, a empresa decidiu implementar o PlantPAx® por meio da empresa ITC Ingeniería, especialista em soluções de automação industrial e Recognized System Integrator (RcSI) para as categorias de Process e Information da Rockwell Automation, com operações no Chile e no Equador.

“Trabalhar com a Vitapro foi uma excelente oportunidade. Desde o início, houve uma sinergia positiva no trabalho, graças ao nosso bom entendimento dos requisitos. Além disso, eles confiaram em nós como especialistas em soluções de processos em lote e em nossa experiência com a plataforma PlantPAx® da Rockwell Automation, o que nos permitiu oferecer um sistema de controle padronizado, expansível e robusto”, afirmou Rodrigo González, gerente técnico da ITC Ingeniería.

Maior flexibilidade

É importante observar que, embora a Salmofood tivesse uma base instalada da Rockwell Automation, parte do sistema de controle de processo era de outros. Nesse sentido, a ideia era migrar 100% para a Arquitetura Integrada, a fim de obter as vantagens de flexibilidade e escalabilidade oferecidas por essa plataforma.

“Antes de implementar esse projeto, havia dois problemas críticos. Primeiro, a rigidez e a ineficiência do controle de bateladas. Seu programa de formulação era muito inflexível, o que resultava em muitas reformulações. O segundo problema era que o desenvolvimento visual do sistema era muito básico, tipo DOS”, exemplificaram Castillo e Luis Velásquez Torres, diretor corporativo de eletricidade e automação da Vitapro.

O projeto foi desenvolvido em três etapas, que incluíram modificações no nível elétrico, migração do sistema de controle de dosagem e trabalhos mecânicos para aumentar a capacidade de fabricação.

Por sua vez, a ITC Ingeniería integrou uma solução baseada em padrões internacionais de automação para controle de bateladas (ANSI/ISA S.88), integração do ERP com o sistema de supervisão e execução de fabricação (ANSI-ISA S.95) e projeto e desenvolvimento de interfaces IHM (ANSI-ISA 101).

Junto com o PlantPAx®, também foi implementada a integração com o banco de dados relacional SQL para o gerenciamento de transações com o FactoryTalk® Transaction Manager, permitindo a troca de informações com outras plataformas, uma solução agnóstica da Rockwell Automation.

“No nosso caso, o que fizemos foi programar o sistema de bateladas no nível do controlador. Não o desenvolvemos como software ou servidor porque a solução envolvia o gerenciamento de apenas uma linha”, explicam os engenheiros. “Obviamente, quando realizarmos a migração de todas as linhas de produção restantes, planejamos incorporar o FactoryTalk® Batch. Além disso, o que integramos agora é uma aplicação totalmente expansível; portanto, nas etapas seguintes do projeto, não teremos nada para modificar”, acrescentaram.

A implementação dessa iniciativa, que inclui mais duas etapas a médio prazo, foi realizada no momento em que a fábrica parou para modificações mecânicas, o que proporcionou um curto período de nove dias para sua realização. “O objetivo do projeto foi totalmente alcançado; conseguimos melhorar a produção, minimizar o retrabalho e processar receitas mais complexas. O comissionamento foi realizado em um tempo muito curto e, graças à nossa metodologia de trabalho (baseada na ISO 9001) e à colaboração entre as duas empresas, conseguimos concluir com sucesso”, enfatizou o executivo da ITC Ingeniería.

Solução potente

Entre os principais benefícios alcançados com a integração dessa nova plataforma de controle distribuído, o gerente corporativo de Automação e Eletricidade da Alicorp e o diretor corporativo de Eletricidade e Automação da Vitapro destacam que a empresa foi capaz de realizar uma simulação completa e off-line por meio da execução de testes de aceitação em fábrica (FAT). “Na primeira parte, nós fizemos isso nos escritórios da ITC em Santiago, em conjunto com a equipe de projeto da Vitapro e a equipe de manutenção de fábrica. Em uma segunda etapa, implementamos todo o sistema de controle na fábrica de Castro, o que nos permitiu treinar toda a equipe no uso dessa nova plataforma”, detalham.

Outra das vantagens mais importantes percebidas foi a diminuição nos índices de reprocessamento de produtos, uma vez que, fundamentalmente, foi possível tornar o sistema em bateladas mais eficiente e, por consequência, melhorar a quantidade e a qualidade da mistura. “O pico que a fábrica tinha em 5,5% de reprocessamento era uma loucura. Posteriormente, reduzimos para 3,35% e, por fim, alcançamos 1,32%. Em outras palavras, a produção passou de 12,5 toneladas/hora para 14 toneladas/hora”, destaca Velásquez.

Por sua vez, com o lançamento dessa iniciativa, que fornece uma solução de código aberto, a Salmofood atualmente tem domínio total do sistema de controle, que, além de melhorar o desempenho, permite trabalhar livremente e com a garantia de manutenção e suporte da Rockwell Automation. “O PlantPAx® é uma solução muito poderosa e tecnologicamente sólida. Nós a conhecemos muito bem e sabemos de sua robustez, expansibilidade e confiabilidade. Não é algo que realmente nos surpreenda. Quando assumimos esse desafio no Chile, tínhamos certeza dos resultados que alcançaríamos”, destacou o executivo.

Embora antes da implementação dessa solução o suporte técnico não fosse o que o cliente solicitava especificamente, Castillo e Velásquez destacaram que, no momento, o nível de suporte e consultoria fornecido tanto pela Rockwell Automation como pela Precisión, sua distribuidora oficial no Chile, e pela ITC Ingeniería é de primeiro nível.

“A Rockwell Automation desenvolve muito bem o tema da colaboração; é um ponto que foi muito bem implementado e assumido tanto com seus colaboradores quanto com o cliente final”, afirmou Castillo. “No nosso caso, que temos filiais em locais diferentes, isso nos proporciona um benefício muito grande: podemos aplicar a mesma fórmula em diferentes países, sem qualquer diferença. Isso gera não apenas confiança absoluta ao assumir projetos complexos, mas também um valor agregado gigantesco”, conclui.

Desafio

Alcançar um aumento de 30% na capacidade da linha de processo número 3, o que exigia ter uma estrutura de automação mais segura e eficiente, capaz de suportar novas demandas.

Solução

PlantPAx®; FactoryTalk® Transaction Manager.

Resultados

Diminuição das taxas de reprocessamento do produto, aumento da produção; maior eficiência no sistema em bateladas; e melhoria da qualidade da mistura.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp