INDÚSTRIA

Industria Mineração

Pavilion8® NO SETOR DE MINERAÇÃO E CIMENTO: TECNOLOGIA QUE REDUZ CUSTOS E MELHORA A QUALIDADE DO PRODUTO

Sua implementação traz benefícios para o consumo de energia e a produtividade

Reduzir o impacto ambiental e explorar as matérias-primas de modo responsável faz parte da política de mudança e evolução em que o setor de mineração trabalha há vários anos. A sociedade civil exige que os responsáveis por esse trabalho utilizem a água corretamente e diminuam ao máximo o impacto ambiental na extração de minerais.

E o setor de cimento conhece bem essas exigências. Embora o produto que ele processe seja fundamental para enfrentar os desafios que as cidades terão no futuro, esse setor não está de braços cruzados e busca otimizar os processos reduzindo os custos de energia. Isso é possível? A resposta é sim e vem com uma das ferramentas tecnológicas do amplo portfólio de soluções que a Rockwell Automation criou para o setor industrial: Pavilion8®.

Como toda plataforma, o Pavilion8® é composto por hardware e software de última geração que, utilizados no setor de cimento, melhoram os processos e a qualidade do produto final e, no setor de mineração, maximizam a recuperação de minerais.

Juan Carlos Ipiña, líder de consultores do setor e consultor do setor de mineração no México para a Rockwell Automation, comentou que o uso do Pavilion8® em uma empresa de mineração contribui em várias etapas ao longo do processo. Para dar alguns exemplos, na britagem ele maximiza o desempenho do processo, ajuda a reduzir os custos de energia e otimiza os custos de manutenção, alcançando uma operação mais estável, o que impulsiona os resultados dos negócios.

Outro exemplo, quando ele é usado no estágio de moagem, reduz a variabilidade no tamanho das partículas, o que tem um impacto significativo, gerando uma grande economia de energia nos moinhos de bolas.

Além disso, na área de Flotação, reduz o consumo de reagentes por tonelada moída ou processada, otimiza a granularidade do mineral que adere às bolhas nas células de flotação e melhora a estabilidade da presença de flutuações de grau, destacou o especialista

Impacto no cimento

Por falar em sua aplicação no setor de cimento, o uso do Pavilion8® tem impacto na área de serviços de utilidade pública. Segundo Ipiña, a implementação da plataforma oferece benefícios no consumo de energia na relação de custo KW/h x tonelada produzida e a qualidade associada a essa tonelada produzida.

Na seção do forno e na seção de secagem, essa plataforma pode contribuir para economias significativas no consumo de combustível; isso dependendo do tamanho da fábrica ou da linha de produção. No processo de mistura de materiais de cimento, ela otimiza o uso de matérias-primas e também reduz a variabilidade da mistura.

“A diferença entre essa plataforma e outras implementadas nos setores de cimento ou mineração é que ela é uma ferramenta de controle multivariável. O que isso significa? Que ela monitora, realiza análise de controle, executa ações de controle e fornece visualização de dados, além de permitir a visualização em tempo real das alterações feitas ou em execução. Além disso, integra essas variáveis para tomar uma decisão assertiva que ajuda o operador a ter uma otimização maior do seu processo. Ela tem uma visão panorâmica do processo e controle dele, e o operador recebe uma visão holística do processo”, ressaltou Ipiña.

Não é invasivo, ele se adapta

Graças à forma como a arquitetura do Pavilion8® é projetada, você tem a facilidade de fazer uma modelagem e uma resolução matemática para executar as ações necessárias nas variáveis manipuladas. Tudo isso é feito com base no comportamento do processo.

Além disso, o Pavilion8® não é invasivo. Juan Carlos Ipiña explicou que é uma plataforma aberta, adaptável a outras marcas de sistemas de controle existentes no mercado. Ele é montado em um controle existente e se adapta a todos os processos e variáveis, superando aqueles que seguem o programa de controle tradicional.

Além disso, com o sistema de controle do Pavilion8®, os benefícios que surgem têm a ver com a otimização do seu processo (melhor qualidade no produto acabado, maior nível de recuperação, mais lucratividade no próprio processo de produção) e com ser mais responsável no uso de energia ao identificar os elementos que permitem maior economia de energia na mineração e no cimento pelo uso de grandes equipamentos, como moinhos, britadores, correias transportadoras, entre outras máquinas grandes.

“Não se trata apenas de ter mais quantidade, mas mais qualidade, com uma otimização de custos e consumo de energia, além de cuidar de questões de conformidade com as regulamentações ambientais, locais, nacionais ou internacionais. Além disso, também torna o produto mais padronizado, ao reduzir a variabilidade no processo e mais constante no nível de recuperação de minerais.”

Por fim, o executivo da Rockwell Automation indicou que, diferentemente dos sistemas de controle especializados que hoje têm uma presença relevante nos setores de cimento e mineração (uma vez que foram as primeiras ferramentas focadas na melhoria de processos), o Pavilion8®, como plataforma de tecnologia de última geração, é um sistema de controle multivariável que utiliza um modelo de controle preditivo, com base no comportamento do processo, reduzindo a inconsistência causada pela intervenção de profissionais operacionais com diferentes níveis de experiência.

Conheça as Soluções da Rockwell Automation para a Indústria de Mineração.
 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp